Baleada no rosto, mãe implorou por ajuda para as filhas; uma delas, de 17 anos, morreu

Baleada no rosto, mãe implorou por ajuda para as filhas; uma delas, de 17 anos, morreu

Um massacre ocorrido durante um assaltou a uma casa, em Itanhaém, no litoral de São Paulo, na noite de sexta-feira (24), abalou a comunidade local. Durante o crime, os assaltantes balearam na cabeça uma mãe, as duas filhas delas – uma de 12 e outra de 17 anos – e um pedreiro que realizava serviços para a família. A jovem de 17 anos, Isabelle Amaral Costa, e o trabalhador, Geosaldo Cesário Monteiro, não resistiram e morreram. A mãe de 42 anos e a outra menina, de 12, seguem internadas. As informações são do G1 de Santos e Região.

De acordo com uma vizinha da residência, mesmo baleada no rosto, a mãe das meninas implorava por socorro para suas filhas. “Após a mãe [vítima] das adolescentes gritar por socorro, fomos até lá, ela me pegou pela mão e nós entramos na casa. Vimos o pedreiro de bruços amarrado, a adolescente que faleceu no chão, muito sangue, e a menina de 12 anos. A mãe pedia muito para a gente ajudar a socorrer as meninas e chegamos a pegar a adolescente de 17 anos no colo, para levar para fora e conseguir socorrê-la”, diz a vizinha.

A Polícia Militar deteve duas mulheres, de 20 e 26 anos, dois homens, de 22 e 27, e apreendeu um adolescente, de 16, suspeitos de estarem envolvidos no crime. A PM localizou dois destes suspeitos em uma pousada, no bairro Ivoty. No quarto, além do adolescente, foi encontrado o homem, de 22, que confessou ser o autor dos disparos. Ele era procurado pela Justiça de Campinas.

De acordo com a Secretaria de Segurança Pública (SSP), o caso foi registrado como latrocínio, ato infracional pelo mesmo crime, tentativa de roubo, captura de procurado, apreensão de adolescente e corrupção de menor no plantão permanente da cidade e encaminhado ao 3º DP.

redacao_maloca maloca

redacao_maloca maloca

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *