Escola Estadual Albanízia de Oliveira cria projeto para preparar alunos para o Enem

Escola Estadual Albanízia de Oliveira cria projeto para preparar alunos para o Enem

Com o intuito de preparar os alunos para Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2022, a Escola Estadual de Ensino Médio Albanizia de Oliveira Lima, localizada no bairro do Marco, em Belém, lançou o projeto “Trainee Nota 1000”. Desenvolvido pela professora de redação da unidade escolar, Sueanne Freitas, o projeto pretende incentivar os estudos da 2ª e 3ª séries do ensino médio, resgatar habilidades linguísticas, escritas fundamentais e esquecidas em virtude das inovações tecnológicas, além de capacitar os alunos para outras questões discursivas – argumentativas. 

“A importância de trabalhar vários temas com os alunos é exatamente alimentar o repertório sociocultural e, principalmente, estimular o desenvolvimento de uma habilidade muito importante na matriz de referência que é a competência três. Ou seja, exige que o aluno faça relações com outras áreas de conhecimento, mas antes, interprete e organize as ideias para a defesa do ponto de vista ao longo da estrutura do seu texto dissertativo-argumentativo. E, para isso, ele precisa ter um bom repertório, através de boas leituras, discussões, esclarecimentos, orientações e debates”, destacou a professora Sueanne Freitas. 

As aulas começaram no dia 20 de maio, de forma híbrida, no formato on-line pelas plataformas digitais e, em alguns momentos, os discentes terão que ir à escola para receber e entregar os textos dissertativos-argumentativos.

O projeto também tem como objetivo estudar, entender a grade de correção da disciplina de redação e seus distratores, criar estratégias argumentativas e um portfólio para acompanhar a evolução dos textos ao longo do projeto e se preparar para outros exames nacionais e internacionais, além do Enem.

Para o diretor da Albanizia, José Theo Queiroz, o “Trainee Nota 1000” desperta o conhecimento, amplia o vocabulário, resgata os hábitos normativos do português e será uma base importante para que se tenha êxito na redação no Enem. 

“Além de identificar as técnicas para compor uma boa redação, o aluno terá conhecimento de vida e de mundo. A estratégia utilizada pela professora propõe a interdisciplinaridade e enriquece o vocabulário nesta aprendizagem”, disse Theo.

Ao longo de 2021, o projeto contemplará dois momentos: No final do primeiro semestre, será realizada a premiação da melhor redação, que será analisada pelo Tribunal Regional do Trabalho da 8ª região (TRT). E no final do ano letivo, no qual espera-se que o estudante entenda e absorva a matriz do Enem. 

“Uma das formas de desenvolver as habilidades é trazer diversos assuntos e desmistificar a cultura do aluno que fica tentando adivinhar o tema da prova de redação. Sempre insisto para que não se preocupem com o tema e sim que eles estejam preparados para dissertar e discutir sobre qualquer assunto, através de ferramentas necessárias para construir um bom texto sobre qualquer proposta temática. Isso é o mais importante”, disse a professora Sueanne Freitas. 

Para alcançar a nota 1000 na redação, o estudante tem que desenvolver o texto em cima de cinco eixos: domínio da norma padrão da Língua Portuguesa; compreensão da proposta de redação; atenção nos verbos que comandam a avaliação de redação; conhecer a estrutura do texto argumentativo e a elaboração de propostas de intervenção para o problema abordado.

Para o estudante Marlesson Rafael Bessa, de 17 anos, que cursa a 2ª série do ensino médio na escola Albaniza Oliveira, o projeto ajudará a galgar seu futuro profissional. “É de suma importância para mim, pois refere-se ao meu futuro acadêmico e profissional. O conhecimento é a base de todo bom profissional. O “Trainee Nota 1000” é excepcional! A cada aula, sou muito mais motivado a ser um aluno nota 1000 no Enem”, conta. 

Colaboração Lucas Rocha (Ascom / Seduc)

Por Lilian Guedes (SEDUC)

redacao_maloca maloca

redacao_maloca maloca

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *