Mulher que matou acusado de estuprar sua filha é fuzilada após sair de carro

Mulher que matou acusado de estuprar sua filha é fuzilada após sair de carro

Na última quarta-feira, 2, uma mulher, de 30 anos foi arrastada de um carro e assassinada a tiros em Curitiba. No entanto, quando a polícia foi investigar o caso, apurou que a mesma mulher, que é açougueira, matou um homem a facadas em dezembro de 2021 por ter estuprado a filha dela.

Entenda o caso

De acordo com a Polícia Civil, a mulher identificada como Nanes Leal da Silva foi morta com pelo menos cinco tiros na cabeça e no tórax, ela foi encontrada na rua onde morava e foi encontrada por moradores, que ouviram disparos de arma de fogo. De acordo com testemunhas ouvidas pela Polícia Militar, ela estava dentro de um carro com um homem momentos antes de ser morta: “Vizinhos relataram que ela estava dentro do carro e que, de repente, foi tirada do automóvel pelos cabelos e alvejada pelos tiros”, explica o tenente Ronaldo. Embora o socorro tenha sido acionado, ela já estava morta quando os socorristas e a ambulância chegaram ao local.

Em relação a ocorrência envolvendo a vítima no último mês, Nanes chegou a ser detida em dezembro do ano passado após ter matado a facadas um homem, de 25 anos, que confessou ter estuprado a filha dela, de 2. O homem foi identificado como Adrian Miguel, de 25 anos. Na época do crime, a criança disse à mãe que sentia dores nas partes íntimas. Logo em seguida, Nanes teria questionado Adrian, que morava com ela há pouco mais de um mês.

Inicialmente, ele teria negado o estupro, mas confessou ao ser ameaçado pela mulher com uma faca. Logo após ter revelado à polícia que matou o homem a facadas, ela foi detida e encaminhada à delegacia.

Com informações do Metrópoles

redacao_maloca maloca

redacao_maloca maloca

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *