PF prende suspeito de mandar queimar helicópteros do Ibama usados em operações contra garimpos

PF prende suspeito de mandar queimar helicópteros do Ibama usados em operações contra garimpos

Ontem, 2, a Polícia Federal prendeu 6 suspeitos de participarem da queima de dois helicópteros do Ibama em Manaus (AM), feitas no fim de janeiro deste ano. Embora a PF não tenha divulgado os nomes dos acusados de atear o fogo, já havia sido divulgado anteriormente que o suspeito de ser o mandante da ação é o empresário Aparecido Naves Júnior, de 35 anos.

Naves Júnior possui uma mansão em Goiânia (GO) avaliada em R$ 2,1 milhões, duas empresas, carros de luxo e aeronaves, mas seus aparelhos, usados pelo garimpo ilegal em Roraima, foram destruídos recentemente por agentes do Ibama (Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis). Além disso, ele estava em Manaus dias antes do incêndio e teria acertado a queima com 5 homens, que receberiam R$ 5.000 cada um pelo ato. 

A PF também identificou Thiago Souza da Silva, conhecido como “TH”, e Wisney Delmiro, conhecido como “Poderoso”, como intermediários do esquema. Edney Fernandes de Souza dirigiu o carro que levou Fernando Warlison Pereira, conhecido como “Seco”, e Arlen da Silva, o “Mudinho”, ao Aeroclube de Manaus, o local do incêndio. Após o incêndio, um helicóptero ficou completamente destruído e o outro sofreu avarias.

Com informações do Poder 360

redacao_maloca maloca

redacao_maloca maloca

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *